Blog Rede Magic

Google lança projeto para acelerar carregamento de sites mobile

Acessando a internet - Magic

Dispositivos móveis têm revolucionado o acesso à informação, e hoje as pessoas consomem uma quantidade enorme de notícias através dos telefones. O grande impasse é que frequentemente as páginas demoram para carregar.

No atual estado da tecnologia e do fluxo de informação, não há paciência que aguente esperar tanto tempo para conseguir acessar o conteúdo. Pensando nisso, o Google anunciou um novo projeto para acelerar a internet, o Accelerated Mobile Pages – AMP.

Carregando página no celular - Magic

De acordo com a empresa, 30% dos usuários abandonam um site se a página levar mais de seis segundos para carregar no smartphone. O projeto AMP tem pilares tecnológicos para que esse tempo caia em, pelo menos, 80%.

Tédio Celular - Magic

O objetivo, além de otimizar o tempo que cada página demora para carregar em um dispositivo móvel, é aumentar a permanência de usuários e evitar que eles desistam diante de problemas técnicos – proporcionando mais acessos, visualizações de anúncios e monetização.

O Google usará um novo padrão de HTML que difere pouco da linguagem usada atualmente. Entre as novas funcionalidades, será possível armazenar páginas pré-carregadas nos servidores da empresa.

Financial Times - Magic

Twitter, Pinterest, WordPress, Chartbeat, Parse.ly, Adobe Analytics e LinkedIn estão no primeiro grupo de parceiros de tecnologia que planejam integrar páginas HTML AMP. No ramo da mídia, The Guardian, The New York Times, Financial Times e Washington Post também estão trabalhando para melhorar a experiência dos usuários mobile.

Projeto ambicioso

Quando se pensa em páginas móveis, a primeira ideia que vem à cabeça é uma versão mais simples, sem muitos elementos. Porém, não é essa a intenção do Google! A empresa deseja entregar um conteúdo rico em mídia, com textos, imagens e vídeos, de forma rápida e eficiente.

Mobile Friendly - Magic

A arquitetura do projeto Accelerated Mobile Pages é de código aberto e o Google promete em breve dar mais detalhes técnicos sobre como tudo vai funcionar.

Leia também: Saiba mais sobre o Remarketing

Pin It

Comentários Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*