Blog Rede Magic

Rede social Clubhouse, o que é?

celular conectado a um headphone ao lado do título: rede social clubhouse o que é?

O Clubhouse é a rede social do momento e está disponível apenas para usuários de iPhone que tenham recebido convite. A plataforma é baseada exclusivamente em áudios, você pode usar o app para ouvir e participar de diferentes conversas sobre diferentes tópicos.

A rede social pode ser classificada como uma oportunidade de networking, painel de discussões e podcast ao vivo. Às vezes, até mesmo celebridades e autoridades integram as conversas.

 

Quando surgiu

O Clubhouse foi criado em março de 2020 por Rohan Seth, ex-funcionário do Google, e Paul Davidson, empresário do Vale do Silício. O app, inicialmente avaliado em 100 milhões de dólares, hoje está sendo cotado em 1 bilhão de dólares, mas surpreendentemente tem apenas nove funcionários.

Em uma publicação, os fundadores contam que se conheceram em 2011 por meio de um amigo em comum e experimentaram várias ideias até chegar ao que viria a ser o Clubhouse. No início de 2021, o app atingiu 3 milhões de downloads e explodiu quando Elon Musk, CEO da Tesla Motors e o homem mais rico do mundo, falou sobre o aplicativo e participou de um evento regular do Clubhouse chamado “The Good Time Show”. A sala de bate-papo com o empresário rapidamente alcançou o limite de 5 mil ouvintes. A pesquisa pelo app no Google cresceu 525% no início de fevereiro de 2021, segundo o próprio buscador.

 

Como funciona

Interface home do app Clubhouse - REDE MAGIC

A rede social é composta de diversas salas de bate-papo com duração pré-determinada. Como mencionado, não é possível enviar fotos ou vídeos, apenas áudios. Os ambientes são divididos geralmente por temas, mas também é possível criar uma sala para falar com os amigos, por exemplo.

Não é possível gravar conversas e elas não ficam armazenadas dentro da plataforma, com exceção de quando um usuário relata algum abuso dos termos de uso do app.

Embora seja necessário convite para entrar no Clubhouse, é possível baixar o app, cadastrar-se e entrar em uma fila de espera, para quando algum amigo tiver um convite disponível. Para os usuários de Android que estão se sentindo excluídos, calma! Os desenvolvedores disseram em janeiro que começariam a trabalhar em uma versão para o sistema.

 

Vazamento de dados

Como já era esperado, nem tudo são flores com a nova plataforma. Na última semana de fevereiro de 2021, o Clubhouse confirmou que um usuário conseguiu transmitir o conteúdo do aplicativo para site próprio e outros meios. Assim que a empresa descobriu o vazamento de dados, o usuário foi banido do aplicativo e novas configurações de proteção foram integradas para evitar que conversas voltem a ser publicadas. Apesar disso, a tendência é que, à medida que o app ganhe força, mais pessoas tentem burlar as regras e aproveitar as falhas de segurança.

Por meio de nota, os responsáveis pelo Clubhouse disseram que gravar ou transmitir conversas sem a permissão explícita dos participantes do chat viola os termos e condições de uso do aplicativo. A postura ressalta a importância de seguir as normas do app para garantir o bom uso da plataforma.

 

Facebook já está de olho

Depois que o Facebook, de Mark Zuckerberg, comprou o Instagram, trouxe os stories do Snapchat para suas plataformas. Além disso, criou o Reels, ferramenta de vídeo muito semelhante ao TikTok. Agora, ao que tudo indica, o empresário também está pensando em utilizar a ideia de conversas por áudio.

Segundo o jornal The New York Times, executivos do Facebook determinaram que os funcionários da empresa criassem um produto similar ao Clubhouse, mas a solução ainda está em estágio inicial de desenvolvimento, disseram as fontes.

Será que o Clubhouse veio para ficar? Vamos aguardar os próximos acontecimentos enquanto aproveitamos para conversar bastante.

 

Leia mais: Podcast: aposte na mídia que não para de crescer

Pin It

Comentários Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*